Contos do Além-mundo: as sinopses

Atualizado: 9 de Out de 2020

Semana passada o Coletivo fez um ano e hoje começamos a contagem regressiva para o lançamento do Contos do Além-mundo. Para comemorar, decidimos divulgar as sinopses de todos os contos! Yaaaay!


Para saber mais sobre os autores: clica aqui!


Então apertem os cintos. Segurem os forninhos. E vamos lendo:


A Canção de Eos, de Milles Gattis

Depois que a Grande Devastação atingiu a humanidade, libertando a fúria do Elemental, todos foram obrigados a sobreviver de forma limitante nas cavernas subterrâneas do planeta Eos. Quando a grei da Tropa Exploratória traz ao subterrâneo a notícia de que não há mais alimento do lado de fora, quase todos os humanos perdem suas esperanças, entregando-se ao destino. Todos, exceto o curioso e otimista Skadi Priamar. Movido pelos seus ideais e os do próprio pai, Skadi parte em uma aventura no exterior das cavernas para provar a todos que ainda existe uma maneira de sobreviver: ir mais longe, quebrar os limites.


A Lâmina do Clérigo, de Tomas Rohga

Sentado numa mesa de taverna, José repara o relógio travado às 11h06.

Mais do que uma falha mecânica, percebe que o tempo se congelou de todo ao seu redor.

Demônios saem das profundezas. É tempo de caça. E José, como Clérigo, precisa defender a taverna de se transformar num açougue demoníaco.


A mulher que matou o topshooter, de Micael Bretas

Em um futuro distante, Lena conseguiu o impensável: matou o maior atirador da guerra. Desacostumada a sair de casa, agora se vê oprimida pelo prestígio recém adquirido.

Entre um passeio no quartel general e inúmeras crises de nervosismo, tem que decidir se entra ou não para o exército. Mas como alguém aparentemente tão frágil derrotou o oficial mais perigoso? É um mistério que ela revelará no momento apropriado.


Única Fuga Possível, de Alexandre Sant'Ana

Sem memória e perdida na estação de trem de uma colônia lunar de um planeta qualquer, uma garotinha precisa da ajuda de um robô e de uma idosa para reencontrar seus pais e retornar para casa.

Todavia, sua jornada sofre um terrível revés quando ela descobre quem realmente é, de onde veio e qual será o seu trágico destino.


Meu reino por Um por cento, de Paulo Florindo

No reino numeral da casa centesimal, as aparências são mais importantes do que a realidade escondida por detrás da não tão nobre realeza. Uma suspeita de adultério no seio do castelo de Abrantes balança as estruturas do reino.

Quatro por Centro, membro da periferia centesimal, intervém para tentar manter a paz e o equilíbrio entre a nobreza ensandecida.


Leoas Também Choram, de Daguito Rodrigues

Leoas Também Choram é um conto sobre maternidade, preconceitos e luta. Conta a história de Nagoia, um ser fluido vindo de uma Borda distante da galáxia com seus dois filhos.

Ela chega à base de Luna pronta para finalmente retornar à Terra. Até que um de seus filhos se mostra contaminado. Então, Nagoia tem de usar de todas as suas armas para convencer um oficial burocrata do governo a esquecer as leis e fazer de tudo para ajudá-la.


Expresso Turístico, de Cecilia Bortoli

Expresso Turístico é um conto de ficção narrado por trocas de cartas entre as amigas Amélia e Mariana.

Em um futuro ameaçador, onde a comida e o ar são tóxicos e os governantes impuseram diversas amarras à liberdade e à privacidade dos cidadãos, Mariana vive uma grande aventura pelos trilhos do temido Expresso Turístico – lugar das pessoas sem rosto – até se deparar com uma possível felicidade em meio ao caos.


No Fim do Horizonte, de Roberto Schima