Contos do Além-mundo: as sinopses

Atualizado: Out 9

Semana passada o Coletivo fez um ano e hoje começamos a contagem regressiva para o lançamento do Contos do Além-mundo. Para comemorar, decidimos divulgar as sinopses de todos os contos! Yaaaay!


Para saber mais sobre os autores: clica aqui!


Então apertem os cintos. Segurem os forninhos. E vamos lendo:


A Canção de Eos, de Milles Gattis

Depois que a Grande Devastação atingiu a humanidade, libertando a fúria do Elemental, todos foram obrigados a sobreviver de forma limitante nas cavernas subterrâneas do planeta Eos. Quando a grei da Tropa Exploratória traz ao subterrâneo a notícia de que não há mais alimento do lado de fora, quase todos os humanos perdem suas esperanças, entregando-se ao destino. Todos, exceto o curioso e otimista Skadi Priamar. Movido pelos seus ideais e os do próprio pai, Skadi parte em uma aventura no exterior das cavernas para provar a todos que ainda existe uma maneira de sobreviver: ir mais longe, quebrar os limites.


A Lâmina do Clérigo, de Tomas Rohga

Sentado numa mesa de taverna, José repara o relógio travado às 11h06.

Mais do que uma falha mecânica, percebe que o tempo se congelou de todo ao seu redor.

Demônios saem das profundezas. É tempo de caça. E José, como Clérigo, precisa defender a taverna de se transformar num açougue demoníaco.


A mulher que matou o topshooter, de Micael Bretas

Em um futuro distante, Lena conseguiu o impensável: matou o maior atirador da guerra. Desacostumada a sair de casa, agora se vê oprimida pelo prestígio recém adquirido.

Entre um passeio no quartel general e inúmeras crises de nervosismo, tem que decidir se entra ou não para o exército. Mas como alguém aparentemente tão frágil derrotou o oficial mais perigoso? É um mistério que ela revelará no momento apropriado.


Única Fuga Possível, de Alexandre Sant'Ana

Sem memória e perdida na estação de trem de uma colônia lunar de um planeta qualquer, uma garotinha precisa da ajuda de um robô e de uma idosa para reencontrar seus pais e retornar para casa.

Todavia, sua jornada sofre um terrível revés quando ela descobre quem realmente é, de onde veio e qual será o seu trágico destino.


Meu reino por Um por cento, de Paulo Florindo

No reino numeral da casa centesimal, as aparências são mais importantes do que a realidade escondida por detrás da não tão nobre realeza. Uma suspeita de adultério no seio do castelo de Abrantes balança as estruturas do reino.

Quatro por Centro, membro da periferia centesimal, intervém para tentar manter a paz e o equilíbrio entre a nobreza ensandecida.


Leoas Também Choram, de Daguito Rodrigues

Leoas Também Choram é um conto sobre maternidade, preconceitos e luta. Conta a história de Nagoia, um ser fluido vindo de uma Borda distante da galáxia com seus dois filhos.

Ela chega à base de Luna pronta para finalmente retornar à Terra. Até que um de seus filhos se mostra contaminado. Então, Nagoia tem de usar de todas as suas armas para convencer um oficial burocrata do governo a esquecer as leis e fazer de tudo para ajudá-la.


Expresso Turístico, de Cecilia Bortoli

Expresso Turístico é um conto de ficção narrado por trocas de cartas entre as amigas Amélia e Mariana.

Em um futuro ameaçador, onde a comida e o ar são tóxicos e os governantes impuseram diversas amarras à liberdade e à privacidade dos cidadãos, Mariana vive uma grande aventura pelos trilhos do temido Expresso Turístico – lugar das pessoas sem rosto – até se deparar com uma possível felicidade em meio ao caos.


No Fim do Horizonte, de Roberto Schima

Uma nave tripulada por dois andróides detectaram uma irregularidade no tecido da radiação cósmica de fundo, um nódulo pulsante, e vão até os confins do Universo investigar.

Para seu espanto, descobrem que a fonte dessa perturbação é o destroço de uma astronave muito maior que a sua, sendo sua idade avaliada em quatorze bilhões de anos, a mesma idade do próprio Universo.


Reconciliação, de Vitor Takayanagi

O que acontece com os habitantes de um universo de fantasia quando morrem? Como será o pós-vida para um elfo? É o que o orgulhoso príncipe élfico Thyllion vai descobrir ao morrer, e não vai ser como ele esperava, apesar do vinho ser excelente.


O Eclipse da Moeda, de Atlas Hutton

A moeda física foi extinta e, no ambiente que já era selvagem e ultra-capitalista, acompanhado pela revolução tecnológica e a colonização espacial, a galáxia se torna cada vez mais hostil. Enquanto o mundo for perigoso, sempre haverá ladrões como Hans. No entanto, longe dos grandes golpes, ele tem uma ideia que pode mudar o rumo de sua vida e de Alisson.


O Glorioso Império Galático, de Luis Felipe Mayorga

O império galáctico de Urawatha prepara-se para colonizar o primitivo planeta Terra, com seus habitantes suicidas e agressivos. Mas o excesso de confiança pode ser sua ruína. 


Portos piratas e pudins passados, de L.P. Araújo

Edgar, forasteiro e estudioso, embarca com seu companheiro de viagens, Xavier, em um peculiar navio que flutua sobre as nuvens.

Seu objetivo era relatar uma típica jornada desta embarcação, mas ele se vê absorto com o fato da capitã do Choque Catabático II ser uma antiga companheira que era tida como morta. Há uma grande possibilidade de que ela não lembre dele, mas Edgar tem a viagem inteira para tentar se reaproximar.


A era dos princípios, de André Gouvêa

Nunca saberemos como foi o início de tudo. Em A era dos princípios acompanhamos uma outra leitura da Gênesis, onde um ser muito poderoso (mas não todo) faz de tudo para não perder seu grande amor. Mas quais serão as consequências de seus atos?


Histórias de Escudeiro, de Luana Cruz

Histórias de Escudeiro relata a história de Liane, que sempre viveu à sombra do protagonismo de outras pessoas, em sua aventura de buscar a coragem de viver sua própria história.

Nascida a alguns anos-luz da Terra, em um planeta pequeno e provençal chamado Ihbrid, ela foi escolhida desde cedo para treinar na escola que forma os líderes das comunidades, e essa escolha trouxe responsabilidades que ela não queria e um amor que não sabia que precisava. Esse conto narra suas histórias de descobertas sobre si e como até coadjuvantes podem ser protagonistas da sua própria história.


Os Cavaleiros de Ael: a realidade que nos molda, de Samuel Soares

Daleon, um Elfo-Cinzento, pertencente à ordem dos Cavaleiros de Ael, viaja a cavalo com seu companheiro, Wiloy, nas frias montanhas de Nadralha. Enquanto tentam fugir de uma nevasca, decidem parar em uma estalagem de beira de estrada. Carregando a sensação de que se esqueceu de algo, sem saber ao certo como chegou até ali, e sentindo uma influência mágica sobre seus poderes, Daleon busca respostas sobre o que está acontecendo naquele lugar, mas essas respostas, acabam por expor mais sobre si mesmo, do que, de fato, sobre seus objetivos na região. Embarcando numa viagem de autoconhecimento, Daleon começa a ver que a vingança é apenas uma pequena parte de uma história maior.


Pensando livros, descomplicando a publicação, tudo isso sendo uma editora idealizada por profissionais dedicados e comprometidos com a arte literária.

© 2019 por We Coletivo Editorial. Criado orgulhosamente por Clarissa Winter

  • Facebook
  • Instagram
  • Preto Ícone Twitter
  • Preto Ícone LinkedIn

We Coletivo Editorial

Rua Marechal Floriano Peixoto, 125, Centro, Petrópolis/RJ

37.203.019/0001-45

(24) 99917-0131

wecoletivoeditorial@gmail.com