top of page

O que é Cli-fi?

A ficção científica, ou sci-fi, já é uma grande conhecida e tem fãs do gênero em todo lugar, e agora tem um novo subgênero para os amantes da ficção futurística, a climate-fiction, popularmente chamada de cli-fi.


Mas o que é esse tal de Cli-fi?

Desde 1800, quando diversos cientistas começaram a estudar as consequências das intervenções humanas no aumento das temperaturas do planeta, o futuro da humanidade se tornou cada vez mais incerto e a literatura fez questão de acompanhar isso. O novo subgênero da ficção trata das mudanças climáticas, como o aquecimento global, e suas implicações.


O termo foi criado pelo repórter freelancer e ativista climático Dan Bloom, por volta de 2007, como uma forma de incentivar a reflexão a respeito das mudanças climáticas. Para o jornalista a literatura cli-fi é importantíssima para fazer com que as pessoas, por meio de narrativas extremas e que fogem da abstração, consigam entender as perspectivas de um futuro assustador.


Bloom usou o termo para descrever sua novela Polar City Red, uma história pós-apocalíptica sobre refugiados climáticos no Alasca ambientada em 2075. Mais tarde, entrou no uso da mídia quando o Christian Science Monitor e a NPR publicaram histórias sobre um novo movimento literário de romances e filmes que lidavam com as mudanças climáticas induzidas pelo homem.


Ao trazer um enredo que poderia muito bem ser real e que pode vir a se tornar realidade em um futuro próximo, um dos elementos mais chamativos no gênero cli-fi é como a ciência realmente ganha espaço de forma crível na construção das narrativas e justificativas.


O gênero frequentemente inclui ficção científica e temas distópicos ou utópicos, imaginando os futuros potenciais com base em como a humanidade responde aos impactos das mudanças climáticas. Tecnologias como engenharia climática ou práticas de adaptação ao clima geralmente aparecem com destaque em trabalhos que exploram seus impactos na sociedade.


Várias obras literárias também trataram das mudanças climáticas muitas décadas antes do subgênero “cli-fi” ser criado, e o termo foi aplicado retroativamente a elas, como em obras de J. G. Ballard e Octavia E. Butler. Outros autores do gênero são: Margaret Atwood, Iam McEewan, Jane Harper, Paolo Bacigalupi, Kim Stanley Robinson e Richard Powers.



Comentários


bottom of page