O método snowflake

Atualizado: 16 de Mai de 2020

Como disse anteriormente, a estrutura é um dos pilares da narrativa e é extremamente necessária sua compreensão para escrever um roteiro, assim como o personagem. A estrutura nos serve de base para criar universos únicos e contar histórias originais.


Uma das técnicas de planejamento de enredos mais populares é o Método Snowflake, criado por Randy Ingermanson, autor de ficção norte-americano.


O nome, em inglês, significa “floco de neve”, e a ideia é visualizar o floco de neve como uma figura geométrica, que é desenvolvida por formas simples que, quando colocadas uma junto a outra, evoluem até formar uma figura complexa.


Esse método é ótimo para quem tem uma ideia na cabeça, mas ainda não sabe como passá-la para o papel. Ele pega o comecinho dessa ideia, da forma que ela surgiu e desenvolve através de alguns passos.


1. Resuma o seu livro em apenas uma frase

O primeiro passo para fazer um enredo bem planejado é pequeno, mas não tão simples. Cada etapa do Método Snowflake leva um período de tempo aproximado. Esta leva em torno de uma hora. Você deve escrever uma frase que resuma toda a história do seu livro, mas é para resumir mesmo.

O recomendado é fazer uma frase com menos de 15 palavras que aborde as principais questões do enredo sem citar nomes de personagens. O resultado deve ficar mais ou menos assim: “Um cientista excêntrico viaja no tempo para matar Hitler.” Como você pode observar, descrevemos o protagonista em vez de citar seu nome. Mencionar Hitler não tem problema, pois ele é uma figura histórica.

Não se preocupe com alcançar a perfeição. O objetivo de cada etapa é justamente desenvolver e aperfeiçoar o seu enredo aos poucos. A cada passo que você der, melhor você entenderá sua história.


2. Transforme essa frase em um parágrafo

Dentro de uma hora, transforme essa frase em um parágrafo concreto, que descreva o contexto da história, principais desafios e final do livro. Recomendamos que você faça um parágrafo com cinco frases.

A primeira frase deve descrever o pano de fundo e informações básicas da história. As frases do meio devem descrever os principais eventos e desafios da história. Por fim, a última frase deve concluir o enredo, descrevendo o que acontece no final do livro.


3. Faça resumos de uma página sobre seus protagonistas

O próximo passo é desenvolver as personagens, que são responsáveis por conectar o leitor ao seu livro. Selecione as personagens mais importantes da sua história.

Em seguida, para cada uma dessas personagens, faça um resumo de uma página dentro de uma hora. O resumo deve conter as seguintes informações a respeito da personagem: nome, resumo do arco (em uma frase), motivação (ideia abstrata), objetivo (ideia concreta), conflito (obstáculos para alcançar o objetivo), epifania (evolução) e resumo do arco (em um parágrafo).

Ao longo desta etapa, é possível que você aprenda informações valiosas sobre o seu enredo, que afetam diretamente os resumos feitos nas etapas 1 e 2. Neste caso, refaça os resumos utilizando as novas informações.


4. Transforme o resumo de um parágrafo em uma página inteira

Você já tem uma boa noção do seu enredo e conhece as personagens que vão mover essa história. Agora é hora de transformar aquele resumo de um parágrafo em uma página inteira.

Pegue cada frase daquele resuminho e transforme em um parágrafo inteiro. Esta etapa leva algumas horas e, quando você a concluir, terá um esqueleto do seu livro! Observe como a cada etapa o enredo fica mais detalhado.